Brasil x Holanda tem mais que laranja

WillemFiquei curioso com as várias referências que achei sobre o Brasil lá em Haia. Johan Maurits van Nassau-Siegen foi uma importante ponte nesse momento de tangência da história desses dois países. Vendo o link do Wikipédia, notei que a estada total dele no Brasil não foi assim tão longa como imaginava. Cerca de oito anos, da saída dele à sua chegada em Texel. Porém, o fato dele se preocupar em registrar os fatos da época, o povo, a fauna e a flora foi decisivo para ele se tornar uma referência histórica. Evidentemente, existem aspectos ligados aos mercados de açúcar, minério, madeira, escravos, bem como das plantas exóticas, especiarias e toda sorte de produtos comercializáveis. Essa dimensão do povo holandês de comerciantes é viva até hoje. Nota-se em cada canto deste país. Porém, a mercadoria é outra. É tecnologia, serviço, conhecimento, experiência. Fico pensando se eu seria um “Nassau” ao reverso! Decendente de imigrantes, “garimpando” conhecimento, atravessando o Atlântico e ficando metade do tempo do nativo Nassau. Não trouxe comigo “artistas e homens de letras”, mas registro no meu blog, nas fotos e nos e-mails as minhas impressões digitais destes “selvagens”! Nada como um dia depois do outro… Um dia é do caçador… Hoje, dia da caça!

Anúncios

2 pensamentos sobre “Brasil x Holanda tem mais que laranja

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s