Suriname

DragoesEu e mais duas amigas estávamos resolvidos a comer uma paella no Tapa-Bar Toledo. Porém, às 18h30 da tarde já estava lotado. Como todos por aqui são doidos por appointments, o atendente nos informa que precisamos fazer reservas. Fomos então para um restaurante de comida surinamesa Nunca tinha experimentado nada da cozinha surinamesa. Pois bem, hoje fiz o debute. Eu comi o roti (em holandês, “ródi”; o “ró” é lido como em “carótida”) de frango. Batata em tempero curry, uma salada de vegetais cozidos, bem spicy, e um frango em pedaços, também no curry. Interessante. Estranho mesmo era o sistema. Não é de fato um restaurante, mas um lugar onde se faz o pedido e se leva para casa. Tem um desconto para estudantes e o preço fica em 4,50 euros. Mas estranho mesmo eram os “totens” de cerâmica, com cerca de 1,50 m. Segundo o dono, um senhor simpático, com cara do Austin Power fazendo aquele papel de vilão careca em “O Homem do Membro de Ouro”, o primeiro totem era uma coluna de “girinos”. A segunda, pessoas “falando no microfone”. A terceira, alguém de costa em pé, mas não era só ele que estava em pé. A filha da minha amiga estava conosco. Tem 14 anos. A amiga dela, de mesma idade, olhou para o primeiro “totem” e soltou um “nossa, espermatozóides”! Sabia que esse negócio de comida surinamesa ia acabar em Samba! Ainda bem que parou por aí!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s