Recuperando

RottweilerNão deu outra. Tirei o dia para dormir. Acordei tarde, preparei o meu café, dei uma verificada nos e-mails, enrolei vendo TV. Pelas 15h, preparei o almoço, vi mais umas coisas na Internet e dormi de novo de tarde. No finalzinho do dia, fui tomar café no apê de uma amiga e pronto. Foi-se o domingo. A batata da perna direita ainda se ressente da pedalada. Copiei as fotos da câmera para dentro do meu computador. Foram cerca de 92 fotos tiradas nesse passeio. De todas, a que está neste post é a que escolhi como a foto do dia! Ela representa um monte de coisas: a beleza, a amizade, o acaso, as direções, as cores, os opostos, a natureza dos seres vivos, a força, a delicadeza… Muito significativa! Só por ela eu diria que valeu muito à pena o passeio! A foto é a síntese do próprio passeio. E nisso residia toda a grandeza do momento. Éramos brasileiros, uma alemã, uma inglesa, uma espanhola e uma argentina. Mesmo entre os brasileiros, éramos de todos os estados! De Nordeste a Rio de Janeiro. De Bahia a Cuiabá. Uns queriam uma coisa, outros queriam outra. Uns pedalavam mais, outros menos. No final, tudo acabava nessa harmonia “tensa” dos narcisos e do Rottweiler! E não foi diferente as paisagens pelas quais passamos. Estávamos no nível do mar, vimos dunas imensas, vegetação psamófila, depois um interior de cidade antiga. Saímos do trem em Voorhout, perto de Leiden (“láiden”), e pedalamos seguindo o trilho do trem até Zandvoort, a Guarujá do povo daqui. Passamos por fazendas de flores nesse trecho e, claro, foi um tal de tirar fotos. Mas passamos pela floresta de Leyduin também. Esta floresta tem uma ciclovia ao lado de uma estrada, a N206, que dá um passeio muito bacana. Chegamos bem tarde em Zandvoort, por volta das 17h30. Seguimos adiante, pela N200, em direção a Haarlem. Ela margeia a costa e a imagem é linda! A ciclovia parece interminável. Assim que ela começa a se distanciar da costa e seguir para Haarlem, passa-se por um trecho montanhoso. Existe outra ciclovia ladeando a rodovia inteira. Muito jóia também o passeio de bicicleta por lá. Uma paisagem bem diferente. Chegando em Haarlem, a surpresa. Um parque de diversões montado no centro da cidade! Bem esquema mambembe! Pegamos o trem de volta lá em Haarlem mesmo. A volta foi mais rápida. Aliás, detalhe importante: dá para carregar bicicleta no trem nos Países Baixos. Tem vagões específicos, com um desenho de bicicleta sobre a porta de entrada. Esses vagões ficam normalmente próximos ao primeiro e ao último vagões. Se o trem for comprido, normalmente existe um terceiro vagão que carrega bicicletas no meio da composição. Paga-se € 6 para carregá-la no trem, o dia inteiro, independente do destino escolhido. Programa bom e barato! Vou tentar fazer isso mais vezes!

Anúncios

4 pensamentos sobre “Recuperando

  1. Olá,
    Sou irmã do André Novo e ando xeretando aqui no seu blog para ter uma noção de como é a vida por aí!! Todas as suas fotos são muito boas mas gostei especialmente dessa do Rottweiler! Espero poder aproveitar a estada da minha família aí pra conhecer esse país que parece ser incrível!!
    Carol

  2. Olá, Ana Carolina! Claro, fique à vontade! O blog está aí para isso, para mostrar um pouco deste país tão pequeno e tão cheio de histórias! Sim, aproveite a estada do brother e venha visitar os Países Baixos! Já olhou o meu álbum de fotos no Flickr? Você deverá gostar das fotos de Keukenhof! Fiz um pequeno slideshow com as fotos de lá. Baixe aqui. Abraços e continue nos visitando!

  3. OI Daniel…
    que foto linda..eu tenho um rotwailer desse jeitinho 🙂
    Mas eu preciso saber quem é a tal pessoa de Cuiabá. O Micael já tinha me falado, mas preciso conhecer urgente 🙂 vc pode me ajudar??
    eu perdi um passeio e tanto,né??
    bjus 🙂

  4. Oi, Beatriz! Pois é, o passeio foi ótimo! Até eu pensei em ter um Rottweiler e chamar de “Xuxu”! Acho que você está falando de um casal que veio de lá, né. Entra na lista de brasileiros. Deve ser a Lívia. Aliás, ela estava de aniversário naquele dia! A foto do Rottweiler tem maior no meu álbum de fotos no Flickr.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s