O dia do óbvio

MoinhoÓbvio que os dias de sol iam sumir. Óbvio que ia chover em final de tarde. Óbvio que a temperatura de 18°C não ia durar para sempre. Óbvio que os palestrantes no lunch meeting iam falar o óbvio. Não estou de saco cheio não. Mas era tanta obviedade que me chamou a atenção. O objetivo de tudo por aqui, com tanto appointment, com tanto planejamento, não poderia ser outro, óbvio: tornar as coisas óbvias, previsíveis! Foi meio chato o lunch meeting de hoje. Pelo tema, tinha tudo para ser cheio de idéias. Mas, por aquelas coisas que não se explica, falar o óbvio em um seminário é o jeito mais “seguro” de se ministrar um. Poucas perguntas, pouca participação, questões óbvias, com respostas óbvias. Acabei aprendendo um jeito de se “defender” de audiências barra pesadas. Fale o óbvio.

Mas nem tudo foi tão óbvio! Encontrei com a minha grande amiga que voltou do Brasil. Foi lá instalar uns experimentos e coletar dados. Voltou depois de seis semanas por lá. Fez falta. É bom conversar com gente. Não por ser brasileira, mas porque é uma pessoa madura, experiente. Passou por maus bocados na vida e tem uma cabeça legal. Conversando com ela, temos muitos pensamentos em comum em relação às pessoas, às coisas, às atitudes, a como encarar a vida. Uma interlocutora e tanto. Mas também tirei um tempo para conversar “potoca” com uma amiga da Espanha que “parla Catalá”! Sempre conectada no 240V! Cara, deve ser algo na água de lá! Um barato! Convidando a gente para ir dançar salsa! Ai, ai!!  🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s