O lago perdido

lagoDomingo de sol por aqui é como dia de final de campeonato brasileiro! É para sair na rua e comemorar! Pois é. Eu acordei tarde, já meio resignado a ficar em casa e me preparando para assistir o meu GP de Fórmula 1. Não perdi o costume. Eu pensei que nunca ia dizer isso, mas prefiro o Galvão narrando a esse locutor holandês. Esse povo tem bem mais acesso aos paddocks. Fazem entrevistas com os pilotos, mecânicos e até chefes de equipe. Mas as piadas são de chorar. Nada a ver. E um tom mocórdico. Dá sono. No final, não assisti à corrida. Uma amiga convidou para um passeio de bicicleta até o lago da foto. Chama-se Verloren Zeeg. A tradução do nome é meio “confusa”. Acho que algo como “caminho perdido”. Esse lago parece ter sido construído a partir de uma fábrica de extração de areia, que é bem do lado. Tem uma ciclovia em volta e fizemos a pedalada. Mas, para chegar até lá são quase 14 km. Atravessa-se o Reno e se vai em linha reta praticamente. A visão é bem bonita. A paisagem é predominantemente plana, cheia de pastos, viveiros e poucas construções. Um bom programa de domingo. Uma coisa que vale nota: os motoristas daqui são estressados tal qual no Brasil. O problema é que tem cara de moto potente fazendo o mesmo. Passam zunindo na sua orelha. Vi até cara cantando pneu ao ficar dando voltas na rotatória. Enfim, tem louco no volante por aqui também.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s