Phoenix…

CicloviaEnquanto em Marte a Phoenix deu um pequeno susto na galera da Nasa pelo silêncio do rádio, aqui na Terra fui eu que dei um “silêncio” no meu blog. Agora já fiz tudo que tinha direito por aqui, inclusive cair doente de cama. Pois é… Depois da pedalada forte do sábado passado, no domingo comecei a sentir uma dor no corpo, um pouco de febre, calafrio e, pronto, lá estava eu na cama suando bicas. Passei três noites de cão. Na terça tive que levantar na marra, pois eu tinha uma reunião com o meu terceiro orientador. Foi muito boa a reunião! Consegui vender a idéia e ganhar um entusiasta! Na quarta, tinha um lunch meeting com tema muito interessante, Social Networks. Mandei-me de bicicleta para o departamento para ver o tal do seminário. Foi interessante, mas bem introdutório, superficial. Na quinta eu ia para o departamento, mas choveu legal na parte da manhã. Resolvi ficar em casa e me poupar. Estava já melhor, mas me sentindo meio fraco. Não quis abusar da minha sorte. Finalmente, sexta-feira, hoje, eu renasci das cinzas e dei o ar da graça. Mas parece que, no mundo, é só algo sair das cinzas que outra coisa vai para as cinzas. Fiquei sabendo quem será o meu novo chefe no Brasil… Luto total. Morreu a Dona Esperança. Lá vamos nós para mais sete anos de vacas muito, mas muito magras. Pelo visto, vai ser “14 anos” assim. Triste. Nesse Phoenix eu não estou acreditando muito que ressuscita. Não sem muita massagem cardíaca, sopinha de galinha e choque elétrico… No cérebro… Ou no saco. Haja filó. Enfim… Eu ressuscitei!!! Este final de semana eu vou ficar de molho e me recuperar definitivamente. Enya no som, saladinha, mussly, mel e muita meditação! He he he! Por outro lado, apesar da gripe, consegui fazer muita coisa. Terminei dois relatórios, já fiz a aquisição de quatro livros sobre política pública, mandei bala em uma nova versão da minha pesquisa e ainda, de quebra, ganhei a apreciação do meu orientador! Finalmente, depois de longo inverno. Fiquei impressionado mesmo. Um cara ocupado e bam-bam-bam desse, sair da sala dele, pedalar cruzando a cidade só para atender a uma reunião com o seu orientado. Só aqui mesmo. Depois a gente se pergunta porque as coisas funcionam por aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s