De volta

MinhocaOntem tivemos outra tempestade forte, com muito raio. Assim, lá pelas 22h tive que levantar acampamento. Desconectei as coisas da tomada e da Internet. Fui dormir cedo, por isso não postei nada. Também não fui ao condicionamento físico. Estava decidido a manter o ritmo de terças, quintas e sábados. Hoje, terça, dei um pulo lá. Quatro equipamentos pifados. Não deu para completar todo o programa de treinamento. Mas compensei com um pouco mais de bicicleta, glide e caminhada. Nem tudo é só corpore sano, mas mente sana. Estou estudando uma técnica de organização criada por um norte-americano, David Allen, chamada GTD (Getting Things Done), dica de um amigo do Brasil. Para quem quiser conhecer um pouco sobre o assunto, experimente este link. Este outro link mostra como montar um pequeno “GTD portátil”! Estou criando um sistema tipo o GTD utilizando o aplicativo OneNote da Microsoft. Depois, vou fazê-lo se comunicar com o meu PDA e ter um sistema portátil. Terei mais novidades em breve, assim que terminar de ler o livro do Allen. Apesar da mente sã em corpo são, tive um dia meio que improdutivo. Estou com um pouco de dificuldade de começar. Estou rodeando, rodeando o assunto e não atacando de frente. Saí mais cedo da minha sala e fui para um curso rápido, mais informativo do que outra coisa, sobre como usar o sistema online da biblioteca. Nada super-fantástico. Fizemos um pequeno tour pela biblioteca e esse foi o ponto alto. Finalmente vi onde ficam as publicações, como solicitá-las, como organizam e tal. Vou ver se me torno mais assíduo do sistema e da biblioteca. Fora isso, baixei o banco da minha bicicleta um pouco. O banco de gel é mais alto e eu estava pedalando na ponta dos pés. Mas estou achando que vou é ter que comprar um banco novo… Oh, Marilyn, meu bem, já estamos com alguma tensão em nosso relacionamento… Por que da minhoca na foto? Sem motivo especial! Só para mostrar uma minhoca holandesa! Ou melhor, neerlandesa! Ah, esqueci de registrar: primeira vez que fui almoçar no Zodiac. Nada de mais. A cabeça da vaca na parede, em cima de mim. No outro lado do restaurante, algo impensável: a bunda da vaca com rabo e tudo empalhada e pendurada na parede!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s