Planejamento, o hobby nacional

NarcisosAlgo que se aprende rápido por aqui é que planejar está na alma do povo neerlandês. Por conta das estações, das enchentes, da pouca terra, esse povo aprendeu como ninguém a lidar com planos. Fazem planos para tudo. Já comentei anteriormente que achei muito engraçado quando eu fui ao banco e me pediram para voltar dali dois dias, pois eu precisava ter uma hora marcada para ser atendido. Eu comento isso porque hoje eu saí corrido da sala de condicionamento físico. Não tinha prestado atenção ao calendário de horários. Aos sábados e domingos, lá fecha às 18h. Eu achando estranho o povo indo embora, a sala vazia, só eu me exercitando… De repente, entra o gerente do dia, começa a desligar a TV, o sistema, as luzes e me vê ali exercitando. Eu ainda cometi a besteira de perguntar porque eles estavam fechando mais cedo. Ouvi um “sempre fechamos nesse horário, nada mudou; você é que nunca veio nos finais de semana”. Precisei ouvir isso. Essa é outra característica por aqui. Quando eles têm razão, meu amigo, eles são cínicos e fazem questão de dar uma “pisada” de leve no seu calo. Tudo bem. Voltei bufando para casa, com aquela sensação de que nadei, nadei e morri na praia. Paciência. É para aprender a olhar os schedules antes de sair de casa. De volta, resolvi tomar banho e fazer o meu ritual de final de tarde: as minhas batatas fritas e um copo de vinho. Estou com um queijo na geladeira, um Gouda, mas não quis comer. Ficaria sem fome para a janta. Assisti ao treino classificatório da F1, no Canadá. Acabei pegando no sono no meio, mas vi os últimos minutos da classificação. Assustei com o Rubinho em nono! Antes do condicionamento, também vi a final feminina de Rolland Garros (por isso fui tarde ao condicionamento). A lindinha da Ivanovic ganhou da Safina. Adoro quando ela acerta uma ótima jogada e dá aquela rodada em um pé só, com o punho cerrado cobrindo o sorriso e dando o gritinho! Muito engraçado! Amanhã, infelizmente, vou perder a final de Nadal e Federer. Vai dar Nadal. Federer tá muito devagar, demorando para pegar ritmo. Mas bem que o Nadal podia ganhar sem ficar beliscando a bunda para tirar a cueca do “cofrinho”… Pô, pega mal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s