Rotina maravilhosa rotina

Cimon e Pero na prisão

Cimon e Pero na prisão

Se tem algo maravilhoso na volta para casa é o retorno às rotinas. Já tinha um tempo que a minha vida andava corrida por conta das demandas da universidade, dos cursos, dos compromissos, das reuniões e, com isso, fiquei sem tempo para mim. Estava há quase um mês sem ir para o condicionamento físico. Hoje voltei aos exercícios. Voltei com calma. Para que esse retorno à rotina fosse possível, tive que abrir mão de algumas coisas. Saí de um curso de duas semanas, parei o tênis (este não por minha vontade!), cortei algumas atividades extras e pronto. Foi uma melhora de 100%. Essa “cortação” toda foi por conta da constatação de que estava me fazendo mal esse agito. Quero priorizar outras coisas. Não essa pressão acadêmica. Contava para uma amiga daqui que senti a chegada dos “entas”. Nada de negativo, mas como um divisor de águas. A primeira fase foi claramente um mudar constante de mim mesmo, uma luta para se adaptar, para se “enquadrar”. Agora, estou na fase do me aceitar, ao invés de me adaptar para me tornar igual aos outros, ser aceito pelos outros. Aceitar que sou de um certo jeito e que esse jeito é parte de mim, define-me enquanto indivíduo. Bem naquele esquema do “Salmo da Serenidade”. O lado positivo disso é que sinto que me conheço melhor. Conheço as minhas mãnhas, as minhas idiossincrasias, aquilo que me incomoda, aquilo que me agrada. Incrível como esse “conhecimento” ajuda muito a gente. A coisa que mais faz diferença é não se estressar. Como a gente sabe como vai reagir, a gente se prepara para não criar as condições para uma reação “negativa”, ou simplesmente aceita o fato, com o maior prazer. Como um presente. Sem estresse. Essa perspectiva tem feito muita diferença na minha estada por aqui. Estou bem diferente nas atitudes. No começo, até eu pensava que fosse pelo fato de não conhecer as pessoas, o lugar, a cultura. Mas agora, após quase 9 meses, vejo que estou diferente porque me conheço melhor e evito algumas coisas e propicio outras. Nada como as cãs!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s