O “circo” da F-1

Passagem estreita em canal
Passagem estreita em canal

Final de campeonato de Fórmula 1. Brasil, São Paulo, Interlagos. Eis que o campeonato está para se decidir entre o Felipe Massa e o Lewis Hamilton, este último com sete pontos na frente. Massa correndo pela vitória e na expectativa do Hamilton ficar, pelo menos, em sexto para poder ganhar o campeonato mundial. Pois bem, corrida emocionante que só se definiu, literalmente, na última volta. Massa cruza a linha de chegada em primeiro. Enquanto isso, Hamilton em sexto depois de ser ultrapassado por Vettel e… na última curva, Timo Glock deixa tanto o Vettel como o Hamilton ultrapassarem. Assim, Hamilton chega em quinto lugar e se sagra campeão mundial, sob as vaias da torcida brasileira. Eu teria gostado muito de ver o Massa ganhar. E por conta disso, dei-me o direito a pensar numa pequena “teorida da conspiração”. De um lado, a Ferrari dando umas “dicas” por debaixo dos panos aos engenheiros da Toro Rosso, que utiliza o motor V8 da Ferrari da temporada 2007. Afinal, impressionante Vettel andar colado na Ferrari de Massa por várias voltas se nem o Alonso estava conseguindo essa façanha. De outro, Timo Glock que deliberadamente teria deixado o Hamilton passar por uma pequena bagatela de “contribuição” ao seu “seguro social”. Por acaso, Glock é da equipe Toyota, a mesma que ameaçou deixar a F-1 caso se visse obrigada a usar motores padrões, idéia do todo poderoso Bernie Ecclestone para diminuir custos para a temporada seguinte. Assim, por que não imaginar que esse seria um “ato de desagravo” da Toyota para alegrar o tão falado “circo da fórmula 1”? Uma pena mesmo se tudo isso for verdade. Ou se metade disso for verdade. Pobre do meu coração de fã dessas máquinas maravilhosas.

P.S.: Revendo o final da corrida, naquela famigerada curva do Mergulho, notei que o Glock fica pelo lado de fora dela, na parte molhada. Se um piloto sabe que está com pneus para pista seca, por que cargas d’água ele vai correr fora do “track”, ou seja, fora da parte interna da curva, onde a pista se encontrava mais seca? Francamente…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s