Um dia de névoa

Casas em Amsterdam
Casas em Amsterdam

Tivemos um fenômeno meteorológico muito gozado. Uma névoa que cobriu a cidade inteira o dia inteiro. Tão densa que nem se via a ponta dos prédios. A temperatura em si não caiu muito, mas estava parecendo um filme de Hitchcock. Só faltava uns corvos voando ao redor da gente. Se eu já achava que faltava luz, precisavam ter visto hoje. Não se via nem o céu. Falando em luz, 16h30 já está anoitecendo. Às 17h então, estou tendo que andar com as lâmpadas da bicicleta acesas. Sinistro mesmo. A conseqüência direta disso é que tenho testemunhado muitos problemas de adaptação entre colegas brasileiros. Principalmente o pessoal que fica por pouco tempo por aqui, tipo seis meses ou um ano. Um aviso ao pessoal que quer vir para uma pós sanduíche ou pós-doc ou apenas um “internship”: se vierem, não tentem fazer daqui o Brasil. Não pensem que é uma viagem de turismo. Tudo bem que hoje as coisas estão muito “pertas” por conta dos aviões, mas não é a mesma coisa que ir comprar pão na esquina. Tenho visto casos sérios de depressão, de “homesick”, de sofrimento. O pior dessa história é que as pessoas ficam mal impressionadas com o país anfitrião. Voltam para o Brasil falando horrores do outro país. Não é legal para a pessoa, que fica achando o nosso país uma toca de tatu, e nem é bom para o país anfitrião, que tem por um período de tempo uma pessoa que está produzindo muito aquém do que esperavam. Uma dificuldade que se traduzirá no futuro por portas fechadas de oportunidade a outros colegas de trabalho. Assim, meus caros, pensem com carinho, com cuidado. Reflitam com o seu íntimo sobre os motivos que os trazem para um país estrangeiros. Se decidirem vir, venham com o espírito aberto a experiências. Venham com vontade de aprender coisas novas, conhecer pessoas novas, apreciar momentos novos. Se decidirem por não vir, não existe demérito ou vergonha nessa decisão. Nós temos limites, como qualquer coisa da Natureza. Saber respeitá-las é tão importante como saber desafiá-las. O único que conhece esses limites é somente você.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s