Escuridão

A Atlântida do Norte
A Atlântida do Norte

Eram 16h30 e o dia já estava escuro. Coisa muito estranha mesmo. A sensação é de que o mundo está acabando, que o sistema solar todo está se apagando. Agora entendo o porquê das supertições célticas, dos rituais, das bruxarias. Num lugar como este, passando fome, morrendo de doença antes dos 40 e com o clima tão inóspito, não é por menos que o povo dava uma delirada básica vendo fantasma, espírito e demônios. Na manguaça então, mais fácil ainda. Beber por aqui é um fato compreensível também. Se por um lado é caloria ingerida para manter o corpo quente, por outro ele também “amortece” os sentidos. A sensação de cansaço e frio passam. Falando em cansaço e frio, matei a minha vontade dormir. Dormi MUITO, como há muito tempo não fazia. Sonhava um monte também. Quanto ao frio, a temperatura ficou em agradáveis 9°C. Aproveite, limpei o apartamento e abri a janela para trocar o ar! Coisa boa! Espantei os espíritos ruins do meu quarto e coloquei o meu espaço em ordem. Agora só falta entrar no espírito natalino. Tá difícil…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s